Mais um ano…

Mais um ano se passou e não foi especialmente bom ou especialmente mau… acho que é por aí mesmo…

wp-1514637824018-1439815808.jpg
Velha, é como me sinto

Foi mais um ano de baixa, estou desde Maio de 2015 e estou a chegar aquele ponto em que não sei como será o futuro… ou me mandam trabalhar e não sei onde está o emprego, disse-me um médico ontem, sensatamente, “isso já lá vai”, ou se me mandam para a reforma e nesse caso, sabe-se lá em que condições… Não me sinto em condições de ir trabalhar, o corre-corre que era a minha vida, tenho a perfeita noção que, se ainda o estivesse a fazer e com tudo o que isso implica, já teria tido mais uns surtos, mas não sei, é uma muito grande incógnita…

Costuma-se dizer que “o futuro a Deus pertence”, mas quando esse futuro é uma incógnita de vida, fica-se na dúvida é não ajuda viver com dúvidas… é por aí 🤔

De qualquer forma o médico mandou-me arranjar uma atividade sócio-cultural para me ir mantendo ocupada e a ver vamos o que vou arranjar mas sim, preciso de o fazer… Basicamente, fazer qualquer coisa para não estagnar…

Fora isso, foi um ano com algumas coisas mesmo más… Estou a lembrar-me essencialmente da morte do meu querido Jerónimo que, numa fuga, foi para a linha do comboio e lá ficou atropelado e foi, de facto um desgosto gigante, só de saber que não posso mais afagar aquele pelo tão característico, que perdi o meu companheiro das idas ao café, das idas a todo o lado… ainda me custa mesmo muito mas nada a fazer 😢

Não consigo fazer votos para o novo ano… antes era mais fácil mas agora, dadas as minhas incertezas para tudo e todos, nem sei o que me é possível desejar… talvez:

– Deixar de fumar (difícil esta)
– Manter estável a saúde que ainda vou tendo
– Ter energia para criar a minha filha
– Não ficar cega ou em cadeira de rodas
(sério risco especialmente no que toca ao nervo óptico bem danificado pelos surtos)
– Continuar a conseguir pagar a minha casa
Ficar financeiramente mais estável
– Voltar a estudar
– Ganhar energia para me dedicar à casa
– Manter sempre a família próxima

Também era bem bom ganhar o Euro-milhões mas isso já são sonhos praticamente impossíveis até porque jogo muito pouco 🙂

E pronto, assim me fico 🙂 Não sei se é bom ou mau, mais mau que bom mas é o que é 🙂

Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s