Porque sim

Estávamos descansados em casa quando decidimos vir até à Carregueira e, bem decidimos, bem nos metemos a caminho… tudo nas calmas e chegamos a Mação exatamente às 20:36… o Intermarché local já estava fechado mas ainda havia um pequeno supermercado aberto, frente aos bombeiros e deu para comprar pão, sumo, água e bolachas e em seguida, toca a ir para a Carregueira…

Só os dois nas calmas e a saber bem o passeio 😊 

Chegamos bem tarde e parece sempre que cheira a queimado mas faz sentido, este cheiro só deve passar quando vierem as primeiras chuvas fortes essas que vão transformar as ribeiras em correntes de água negra. 

Cantos e recantos
Cantos e recantos

Eu antes escrevia tudo de rajada… agora demoro tempos a escrever… este post comecei-o ontem à noite, sentada no quintal e agora retomo já sentada nas mesas do café do Pereira, na Carregueira 😊 vou acaba-lo nem sei bem quando, já no Pinhal Novo mais logo?

Saí do café com um enorme pão debaixo do braço e aqui estou novamente, já sentada no quintal da casa da Carregueira, mesmo junto à campa da minha Rufi que alguém achou que não fazia mal soterrar com restos de canas … Mas sim, fez mal porque é daqueles seres que carregarei comigo e com gosto até que a minha memória dure… hoje em dia toda a gente que chega a velha, acaba com alguma forma de demência mas, enquanto a minha não chegar, ela Rufi, estará presente.

Junto à Rufi
Junto à Rufi

E é um excelente local para escrever… já na minha adolescência, nos meses de verão aqui passados, tinha o hábito de me vir sentar numa enorme pedra que aqui está, a debitar páginas e páginas de um dos meus diários da época …

Nota: Tenho uma enorme coleção de diários, atualmente guardados em 2 caixas no sótão para que, um dia, já depois de eu não estar, uma bisneta os leia e faça com eles aquilo que entender que espero não seja deitar fora 😊 não escrevia assim tão mal para que sejam deitados fora… acho 😊

Agora, tantos anos passados, continua a saber bem estar aqui a escrever 😊

Eu gosto bastante deste lugar… não poderia vir para aqui viver pelo menos agora, tenho uma filha pequena, a vida no Pinhal Novo, não seria capaz de deixar os meus gatos para trás e para eles, esta mudança seria complicada demais etc. etc. mas quero ver se continuo a vir cá mais vezes, é o ideal para recarregar as baterias mentais, apesar do cheiro a queimado e da atual cor castanha mas que daqui a um ano estará já mais verde… a natureza é assim… violenta por vezes mas sempre capaz de se renovar.

Estive ontem na Vajona e porra, acho que nem as Oliveiras vão renascer… toda a gente diz que nunca aqui se viu um fogo destes, pareciam explosões por todos os lados… fogo posto em locais estratégicos? 

Desleixo, por exemplo de quem deitou filtros de óleo num palheiro em ruínas na estrada da Vajona? Intencional ou não? Porque, se alguém por desleixo ali se desfez dos filtros de óleo, é normal que ardessem e ajudassem ao fogo quando este ali chegou… e porquê um bidon de gasóleo?!?! não derretido, pendurado num ramo alto de uma árvore,  na Vajona? 

Poço na Vajona
Poço na Vajona

Ok pode ter sido desleixo, havia quem atirasse pela borda da estrada Carregueira –  Aboboreira frigorifico velhos e demais coisas de que se queriam livrar, triste atitude mas, de facto, também isso arde bem quando o fogo lá chega… desleixo no vazamento de lixo igual ao das pessoas que deixam filtros de óleo num palheiro em ruínas… já a garrafa de gasóleo no cimo da árvore,  acho mais estranho,  antes de arder aquilo não era local de passagem e mais, aquelas hortas estavam abandonadas, quem se dava ao trabalho de ir ali perder um bidon daquele tamanho??? 

E as pessoas dizem que lhes pareciam diversas ignições … mas além das explosões também falam de vento muito forte… enfim não me compete a mim fazer de polícia certo? 

Serviu pelo menos para conseguir chegar junto do poço, agora totalmente descoberto, onde caiu o nosso cão Bambi numa situação de stress que muito abalou toda a nossa família 😞 Felizmente acabou bem, como mais uma das tropelias dele, que eram muitas ☺

Sim, é ilegal o poço estar assim desprotegido, antes as silvas faziam a vedação, silvas que arderam claro… mais coisas a fazer 🙄

E pronto, por aqui me fico nesta terra do coração 💚💚💚💚

  • De volta para o Pinhal Novo… mas sim, breve breve tenciono voltar… com isto mais verde à medida do passar do tempo 😊

💚💚💚💚

Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s