Triste & stressada 

Há dois dias, quando ficou assim doente, confesso que me assustei e fui abaixo, fartei-me de chorar, sei que o Sebastião tem muita idade, pêlo todo grisalho mas, não me sinto ainda preparada para o deixar ir… não para já. Não sinto mesmo e vou ficar bem mal quando essa hora chegar

Não chorei à frente da minha filha mas ela percebeu os meus olhos vermelhos, vê o gato assim apático e também não quer que ele se vá 😦

Entre as ervas
Chouriço à frente e Sebastião mais atrás, entre as ervas, onde ultimamente costuma dormir à tarde e apanhar sol

Ainda por cima e, por mais que tente, naturalmente, ajudar tudo e todos (é do meu feitio), contava ter dinheiro na melhor das hipóteses no sábado e levava-o logo ao veterinário, até porque, pode tratar-se apenas de uma Coriza mas, não houve essa consideração por mim e portanto, uma vez que segunda-feira é feriado, só vou ter acesso ao dinheiro, que devia entrar até ao fim do mês, na próxima terça-feira,dia 2 de Maio, data em que irei a correr para o veterinário para tentar salvar este meu gato que, pode ser só um gato, “pois já sei”, mas é um dos amores da minha vida.

 

Se, em consequência disto, não o conseguir salvar, sei que nunca, deep inside, conseguirei perdoar, claro que nunca é sempre longe demais, mas conheço-me bem e, até me podem mandar crescer, a malta que se acha muito velha e madura do que eu, mas sou extremamente racional, a cena dos fluxogramas remember?!?!?! e, para mim, há linhas que se cortam que não podem ser costuradas, há caixas de afeto ou desilusão ou até desgostar, onde as pessoas são arrumadas e não mesmo, especialmente em perdas que tanto me magoam o coração porque, se alguém me quiser magoar, é mesmo por esta via, as outras geralmente não aquecem nem arrefecem e, quando as pessoas são arrumadas na caixa do LIKE, UNLIKE é uma caixa selada sem volta a dar.

E o engraçado é quando ainda me dizem que pela minha filha não me posso enervar… então porque quem quer esse bem para a minha filha não tem pejo em o fazer? E sim, sei que não me devo alterar, sei que pode dar origem a novos surtos como há bem pouco tempo deu, mas embora tente viver a vida o mais zen possível, volta e meia enervo sim, sou humana como toda a gente.

Voltando ao Sebastião, atualmente fica a dormir, tapado pelo meu edredon, até ao final da manhã, levanta-se à tarde para se ir deitar no meio das ervas e ao fim da tarde volta para o meu edredon… Coloco ao lado uma botija de água quente, tapo-o e trago comida à cama onde tento, pacientemente que coma e volta e meia tem comido, isto apesar de hoje não o ter feito, nem ao paté 😦 Obriguei-o a beber água com uma seringa, a ver se não desidrata muito, mas estou stressada, assustada, impaciente e por ai fora.

O facto de ter 3 medicamentos a faltar até terça-feira mais uma vez, aqueles que me mantinham ZEN no estado que os meus médicos gostariam que eu ficasse sempre, já me permitiu chorar, irritar-me, estar impaciente, mas às vezes esses estados de espírito também fazem bem, também são necessários para não sermos uns zombies em estado zen 🙂

Valha-nos os grilos que, faça chuva ou sol, com ou sem vento, cantam e cantam 🙂

-//-

Para ajudar ainda mais à festa, esta noite, o Jerónimo, aproveitando a porta aberta, despertou do seu sono no sofá e ouvindo outros cães, saiu disparado, andou à briga e foi a brigar até lá ao fundo do caminho… Sai de noite, para o ir buscar, ainda veio a correr mas deve ter-lhe passado pela cabeça um “ups fiz merda” ou simplesmente estava mais interessante por ali e fugiu, desapareceu ali para os lado da casa dos meus vizinhos, aqui no caminho de serventia e não tenho maneira de o ver… Isto tudo porque apareceu ai uma cadela que poderá estar com o cio e anda tudo num virote, com cães a ladrar de noite, etc. etc.

É um bocado demais certo? Especialmente porque não tenho pernas para ir a correr atrás dele 😦

Quando voltar fica preso à guia para cavalos de 8 metros e assim que receber o IRS vai tirar as bolinhas… já é mau o habito de tentar furiosamente acasalar com todas as almofadas, novas ou velhas, quanto mais este hábito de sair para andar atrás de alguma cadela é o que tem de ser e não há volta a dar.

Portanto sim, irritada, triste, ansiosa… acho que tenho razões para o estar por muito que me digam que é só um gato ou só um cão 😦
Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s