Dia da Liberdade

Andava eu numa de rearrumar o quarto de modo a encaixar o Charriot sem ser frente à janela, para poder arrumar mais roupa quando, digo para mim mesma que é parvo estar fechada em casa na tarde do 25 de Abril, sem sair para a rua que é o local onde se deve estar a comemorar a Liberdade conquistada em 1974 que, abusos à partecravo 3 (que os houve de facto – como tantos e piores houve antes), veio permitir uma data de coisas a todo o povo Português, não só ao povo, no geral,  mas também às mulheres que antes tinham uma vida muito mais complicada sendo que, a menos que fossem chefes de família, não podiam votar (coisa que muitas hoje menosprezam), sair do país sem autorização escrita do marido ou pai (se fossem solteiras), trabalhar (sem a mesma autorização)… ahhh e se, por exemplo, o clube do marido perdesse o jogo ou simplesmente se pusessem sal a mais ou a menos na comida, ser espancadas sem se poder queixar…

Assim mandei mensagem às minhas vizinhas do lado a perguntar se queriam vir ver a Chaimite que instalaram, coberta de cravos vermelhos, aqui no Pinhal Novo e uma delas aceitou vir comigo e lá fomos 🙂

Chaimite Carla
Com cara de tonta frente à Chaimite 🙂

Está toda restaurada e, como que a cheirar a novo, isto apesar de não ter provavelmente motor, peças de artilharia e outras peças dignas de vender no ferro velho 🙂

Mas é bem fixe e só resta esperar que não seja sujeita a vandalismos diversos pois é um marco que representa não só os veículos usados no 25 de Abril de 1974 mas, indo mais longe, à guerra no ultramar, para a qual foram concebidas, guerra que a tantos jovens roubou a vida. Isto, sem esquecer aqueles que voltaram vivos mas com traumas para a vida…

É triste que, caso a danifiquem, os danos sejam causados provavelmente por jovens que, há 43 ou mais anos atrás, teriam como provável horizonte uma guerra de onde poderiam não voltar vivos e onde, seus avós ou outros familiares poderão ter andado e sofrido.

As pessoas mais novas, já nasceram em liberdade e, sendo um dado que dão como adquirido, não a respeitam, achando que sempre foi assim e sempre será assim, o que infelizmente é falso em relação ao passado e não é garantido que assim seja no futuro 😦

Dizem que já tinham colocado um avião no jardim, mas que, foi de tal maneira danificado, que acabaram por ter de o retirar e nada garante que esta Chaimite, apesar de carro de combate, não seja vítima de grafites ou até de tentativa de remoção de ferro para fazer dinheiro nalgum ferro velho… Por aqui até as tampas de esgoto já vi roubar, já não digo nada 😦

Fomos depois sentar no jardim junto à estação onde estava a haver um piquenique e ranchos e por ai fora 🙂

IMG_20170425_175203
Com B a fazer trolices 😛

E soube-me bem de facto 🙂

Foi agradável pois deu ainda para ouvir o “Grandola Vila Morena” e depois ouvir os Bardoada o que, para mim, é sempre muito fixe 🙂

Foto tirada sem querer 🙂 sentada na relva do jardim

Depois sim, voltar para casa para acabar de rearrumar o quarto 🙂

( ͡ʘ ͜ʖ ͡ʘ)
Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s