Dores e bem estar 

Cabelo ao sol que timidamente espreitou esta manhã e num pequeno momento de relaxe entre ir meter a filha na escola e ir a correr para a consulta da dor.

Cabelo ao sol
Cabelo ao sol

Sou seguida por diversas equipas no Hospital de S. Bernardo em Setúbal.

A Neurologia que, além de tratar dentro do possível da EM (tratamentos, análises, exames, despistes,  etc.), envia também às diversas especialidades para tratamento ou pelo menos melhoria deste ou daquele sintoma, no meu caso, em especial:

– Unidade Multidisciplinar da Dor, que trata das dores físicas e da alma 

– Medicina Física e Reabilitação que faz a fisioterapia quando está a ser necessário e delimita esquemas de tratamento quando ando melhor.

Foi uma consulta muito simpática e bem disposta a de hoje. Estive estes dias a testar na minha pessoa um medicamento, quer dizer a testar se em mim era ou não eficiente… Acho que é e portanto, pedi para não alterarem o que está neste momento. Não quer dizer que não tenha ainda dores, estaria a mentir se o dissesse, de facto tenho, seja dormências (não sabia mas é uma forma de dor), seja dores propriamente ditas, às vezes bem fortes…  Tenho um comprimido SOS  mas evito tomar, até hoje, que me recorde,  só o fiz 3 vezes.

A alternativa era aumentar ainda mais doses e por ai fora e eu gosto de me sentir viva o que poderia não suceder caso tomasse muitos mais comprimidos. 

Por enquanto vou assim andando e as coisas tem andado dentro do possível. 

Enervei-me há coisa de 15 dias e acabei por ter um surto que me deixou a coxear bastante. Bem sei que não me devo enervar mas na verdade aconteceu. Foi dia 10 deste mês, pensei e remoi e tornei a pensar e danou-se… Passei o fim de semana a coxear e na segunda liguei à Enfermeira de Neurologia, expliquei o que tinha acontecido e fui enviada logo às urgências sendo o neurologista de serviço informado que eu ia e porquê… Por sorte era o meu neurologista que diagnosticou a EM em julho de 2015 e depois de análises de despiste lá me ferrou uma hora a corticoides. 

Corticoides
Corticoides 

Andei uma data de dias a ir levar mais corticoides ao Hospital de Dia de Neurologia e lá deixei de coxear da maneira parva como andava a coxear… É um bocado chato mas é o que é. Não sabia se ia ou não ficar internada pelo que foi digamos acionada a dita cuja equipa de apoio familiar… Eu, com a J,  levei uma mochila com os básicos de roupa interior, escova cabelo, pasta e escova de dentes, carregadores e livro para ler e fui sozinha até ao hospital. O meu pai deixou o carro em casa da minha irmã e foram no dela para o hospital. Caso ficasse internada o meu pai vinha com a J e o meu carro para minha casa, ficava cá para ir levar a J à escola no dia seguinte e tratar das coisas… Como lhe fazia alguma confusão tratar dos cães no canil pedi ainda a uma vizinha a B para me tratar dos cães e ela acedeu. Dei indicações a todos sobre o que há a fazer que de facto não é assim tanta coisa mas basicamente onde estão as rações de cada um, que quantidade dar a cada um, etc. Sem falar de onde estão roupas e cadernos e horários da J que também já ajuda um pouco. 
É sempre necessário ter planos de funcionamento em caso de crises destas e, como eu o tinha já planeado, tudo correu facilmente. Foi assim que no hospital me ensinaram, estar preparada e saber o que fazer no caso de qualquer emergência e funcionou.

Digamos que foi chato mas não me parece que tenha passado disso mesmo. 

Melhor que isto só escrevendo um manual de instruções lol

Entretanto falei com o senhor dos estores que se tinha esquecido de mim. Parece que no final da próxima semana já devo ter o meu estore novo da sala o que é excelente porque dá uma maior sensação de segurança e privacidade… Vivemos de facto no meio do nada, onde geralmente não se passa nada, mas há coisas a modos que essenciais como a privacidade e a segurança 🙂  Deve ser de estar a ficar mais velha mas já se liga a coisas que antes não se ligava 🙂  tarda nada barrico-me em casa com medo dos ladrões como as senhoras idosas… Por enquanto ainda não 🙂

Fora isto e como ponto bom, temos a excelente família que tenho e os meus amigos 🙂

Além disso está ai a entrar a primavera, já se veem os sinais, pássaros que regressam andorinhas e outros e uma montanha de rebentos em tudo o que é planta 🙂 O ciclo eterno da natureza que se repete desde tempos imemoriai, já existente antes de cada um de nós nascer e que continua enquanto o deixarem muito depois de cada um de nós desaparecer. Para mim começam nestes dias a melhor parte do ano, dias cada vez mais longos, temperaturas mais quentes, folhas novas em cada árvore e flores por todo o lado 🙂 é de facto quando se vive melhor 🙂

Entretanto não foi necessário a B vir cá dar comida aos cães, não fiquei internada, mas andamos entretidas a arrancar ervas e além de as tirar do charco aqui na zona dos carros, ainda metemos uma velha piscina a tamponar o cimento rachado e arranjamos o charco 🙂

Até a Patolina já o foi estrear 🙂

Patolina no charco
Patolina no charco

E é verdade finalmente fui ao cinema… Ia toda coxa mas fui, convidei um querido colega e amigo e fez-me bem… O filme era “As 50 Sombras mais Negras”, vale o que vale, é Coca-Cola ligth, mas soube bem o simples ato de IR coisa que me andava a apetecer há muito tempo mesmo. A repetir mais vezes, nem que seja sozinha porque sozinha uma pessoa também vai para todo o lado 🙂
Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s