Perto da praia, bem perto :)

Isto foi um dia diferente 🙂

Bem cedinho eu e o meu pai, que dormiu cá, fomos meter a Joana na escola e toca a ir até à Costa da Caparica… O elevador da janela da porta do condutor do meu carro simplesmente partiu e como era só peças esgotadas, assim fomos bem cedinho até ao mecânico da Costa que vendeu o carro para resolver o assunto.

Deixamos lá o carro para amanhã, almoçamos com irmã, cunhado, sobrinha e mais malta e voltamos depois no antigo carro da minha irmã 🙂

Às vezes sabe bem estes encontros familiares que no dia-a-dia são por vezes escassos.

Gaby e Carla
Gaby e Carla, sobrinha e tia

Eu não fui ainda à praia este verão, a médica desaconselhou devido aos efeitos do calor mas também ir à beirinha do mar e molhar os pés também não deve ser a morte da artista, digo eu… Hoje, apesar de ter almoçado mesmo frente à praia, não fui, pressas do meu pai, mas está combinado que amanhã vamos mesmo até à beirinha da água só para eu molhar os pés 🙂

Aproveitei para tirar uma foto com a minha sobrinha, aqui numa de mimos à tia e não o oposto 🙂

Amanhã, assim que o carro estiver pronto, voltamos lá e regressa tudo ao normal.

1998, Pedro em bebé na Costa com DJ
1998, Pedro em bebé na Costa com DJ

Entretanto o meu filho Pedro fez hoje 19 anos e ponho-me a pensar como o raio do tempo passa a correr e deixamos coisas para dizer, viver e sentir, coisas e oportunidades que fomos guardando para outro momento e que, quando nos damos conta, já passaram. E parece que ainda me lembro dele assim bebé bebé, recém nascido sem dentes e com um enorme sorrido e de como o tempo passou, de como foram vividos tantos e tantos momentos bons e maus que os houve também, como é normal… Recuperei esta foto de uma visita que fiz a casa da minha irmã no fim de semana em que cortei os meus longos cabelos quase pela cintura porque ele insistia em os puxar quando lhe dava de mamar 🙂

Mas é o normal decurso da vida, das nossas vidas e dos caminhos que escolhemos trilhar… Todas estas pessoas, da minha rede próxima, tiveram em algum ou alguns momentos um contributo importante para aquilo que penso, sinto e sou e sem elas eu não seria aquilo que sou porque a minha vida seria mais pobre. Obrigada por existirem e darem o vosso contributo de ternura para esta pessoa de meia idade, excêntrica que vive semi-sozinha, rodeada de ervas, cães, gatos e bichos diversos 🙂

( ͡ʘ ͜ʖ ͡ʘ)
Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s